Versão Garupa
RIO DE JANEIR0
Versão Piloto
 


Um dia em Copacabana! Que maravilha! Não é todo dia que se tem este prazer.
Apesar de conhecer o Rio a algum tempo confesso que nos últimos anos me sinto muito insegura em ir para lá. Percebi que os meios de comunicação exageram demais. É lógico
que tem que tomar algumas precauções, mas isto em qualquer lugar do mundo. Certamente não nos atrevemos em explorar toda a região. Nosso objetivo era ficar somente em Copacabana, principalmente porque tínhamos pouco tempo. Saímos na sexta feira com um dia esplendido, muito sol e pra ficar melhor ainda fomos pela Rio Santos que é um espetáculo. Nada como andar de moto num dia bonito com paisagens maravilhosas. Não sei se pensam assim, mas melhor que o destino é o caminho pra se chegar nele, mesmo porque depois dele sempre virá outro. Chegamos pela Av. Brasil, a qual já conhecemos a fama, mas sabe o que mais me surpreendeu, é que já estava escuro e nem nos demos ao trabalho de se quer pegar referências para chegar ao Hotel. Achei
a cidade bem sinalizada, tanto é que não cometemos nenhum erro, só o de chegar à noite. Se puderem evitar, acho melhor.
Ficamos hospedados no Hotel Pestana, que por sinal é excelente, mas opções não faltam na Avenida Atlântica.
A noite carioca, mesmo ali pela orla também tem muitas opções, mas caso queiram freqüentar os mesmos lugares que a moçada do Rio é só entrar nas ruas paralelas que estão cheias de barzinhos bem simpáticos e pessoas bonitas.
O tempo estava lindo também no sábado, aliás, tivemos muita sorte. Caminhar no calçadão foi nossa opção daquela manhã. Estávamos pensando em visitar o Cristo, mas sinceramente, como eu havia dito no começo, não queríamos nos arriscar muito de moto pela cidade já que a gente não conhecia tão bem. Tem a opção de contratar empresas que realizam estes passeios, que por sinal não é nada barato. Mas devido ao pouco tempo, resolvemos pegar uma prainha. Não precisamos nos preocupar com nada, na praia fica um pessoal que aluga cadeiras por R$2,00. E não é por estar em Copacabana que as coisas são caras não, achei muito barato e me divertir bastante com o pessoal que passava vendendo as coisas. Tem de tudo, mas o importante é não se estressar e sim prestar atenção no marketing adotado, apesar de que não os achei nada invasivo.
No dia seguinte saímos cedo para São Paulo e aproveitamos para conhecer Ipanema, Leblon e a Lagoa. Fiquei impressionada como as pessoas têm opções de lugares para caminhadas. Essa é a vantagem de morar em cidade que tem praia.
Minha sugestão é ficar pelo menos 04 dias, assim dá para aproveitar mais. Um final de semana é muito pouco.

 



 

   

 

COMO CHEGAR
Ida: 600 km pela Rio / Santos
Volta: 400 km pela Dutra

 

ESTRADAS
Na Ida optamos por uma das mais belas estradas do país, a Rio/Santos, passando por todo o litoral norte de SP, Paraty e Angra. Só não pode ter pressa, porque o que não falta pelo caminho são lombadas.
Na Volta optamos pelo caminho mais curto, a Via Dutra está muito bem conservada, com bom piso, só vale lembrar que nela pagamos pedágio.
 

O QUE FAZER
Foi uma viagem de três dias, saímos na sexta-feira pela manhã, e como viajar de moto não é só chegar ao destino, fomos pelo caminho mais longo, apreciando as belas paisagens da Rio/Santos. Chegando ao Rio o que não falta são opções de passeios. Ficamos em Copacabana, passeando pelo calçadão, pegando praia. Fomos também a Ipanema, Leblon e a Lagoa Rodrigo de Freitas. Faltaram mais alguns dias para curtir melhor essa cidade maravilhosa, mas não faltarão oportunidades.


COMER & BEBER
Claro que como toda cidade praiana, as melhores opções são peixes e camarões, e claro, Rio de Janeiro combina muito bem com chopp a beira-mar.
 

MEUS COMENTÁRIOS

Se tivéssemos pelo menos mais dois dias, acho que seria o ideal, daria para conhecer outros pontos turísticos, e aproveitar outras praias também.
Outro ponto que acho justo comentar é que o Rio não é tão assustador como a mídia apregoa em termos de violência. Claro que ficamos pela zona sul, e assim como toda grande cidade, o Rio tem seus lugares mais perigosos que devem ser evitados. No geral a cidade deixou uma boa impressão, em termos de limpeza, organização e beleza dispensa qualquer tipo de comentários. Ah, o trânsito das 18h lembra muito S.Paulo.

 

 

 

 
 
 
 
 
 
Distância SP - Rio de Janeiro
 
 A 400 Km pela Dutra
 
Tipo de viagem
 
 Final de Semana prolongado ou feriados
Viagem realizada em:
   Agosto/2008
Sites
 
 www.riotur.com.br
 
clique aqui para voltar ao índice