BOITUVA
PARAQUEDISMO


DOMINGO
12h30

   


Garupa

Infelizmente não conseguimos realizar os quatro esportes no mesmo dia. Às 16h30 o Centro de Paraquedismo de Boituva tinha encerrado as atividades. Mas conforme informações de nossos amigos pilotos, o que fizemos no dia anterior, praticar os três esportes em cidades diferentes, é algo difícil de conseguir, não só por por depender do clima e das condições dos ventos, mas também pelo deslocamento.
Didi (voo livre) lança o desafio para qualquer pessoa que queira tentar.

Domingo amanheceu feio em São Paulo e pensávamos que não daria para fazer o salto de paraquedas. Mas recebemos a ligação do Eliseu da Escola Paulista de Paraquedismo dizendo que o céu estava lindo e que aquela era a hora. Às 12h estávamos lá.
E agora, quem seria? Será que o Zé iria amarelar?
Engano, adrenalina pura. Era a hora dele também desopilar o fígado, sentir fortes emoções, e fazer o fio terra. Opa! Brincadeirinha.
Perco o piloto, mas não perco a piada.
Pra mim é um dos esportes mais seguros, porque como diz o Eliseu, se não fosse, usaria mais de um paraquedas reserva.
Tive a oportunidade de fazer a 10 anos atrás e pra quem eu posso eu indico, aliás, é um esporte que deveria ser praticado pelo menos uma vez por mês. Não tem nada melhor que faça você esquecer tudo o que está sentido durante uma queda livre. Decisão difícil de tomar, mas uma vez tomada, verá que valeu muito a pena. Escolhemos Boituva por ser o maior centro de paraquedismo da América Latina e pela oportunidade oferecida pela Escola Paulista de Paraquedismo, que além de salto duplo, eles realizam cursos para iniciantes apaixonados pelo esporte.
E se você não quiser realizar o salto, dê uma passadinha por lá só pra ver a cara dos que descem em suas quedas livres, tenho certeza que você mudará de idéia, pelo menos eu mudei.
O salto será relatado agora pelo piloto, mas quero aproveitar para agradecer as pessoas especiais que nos proporcionaram estas experiências fantásticas que ficarão pelos restos e nossas vidas, e acredito que depois disso, renderá uns 10 anos a mais de horas extras.
Inclua em seu projeto de vida, que além de plantar uma árvore, escrever um livro, realize um destes esportes de aventura, afinal a vida é experimentar, então Experimente!


Piloto

De São Paulo a Boituva são 120 km pela Rodovia Castelo Branco, em bom estado.
Agora chegou minha vez de experimentar o vento na cara de cima para baixo, até aqui eu só tinha pegado vendo na horizontal.
Logo que chegamos no hangar da Escola Paulista de Paraquedismo fomos muito bem recebidos pelo Eliseu que me apresentou para o Marcão, que seria meu anjo da guarda, ou melhor, meu anjo da retaguarda.
Depois de um breve treinamento é hora de trocar de roupa e encarar esse desafio. Apesar do friozinho na barriga me senti muito seguro e confiante com a experiência e a tranquilidade transmitida pelo Marcos.
Sentados no chão do avião estávamos Eu, Marcos, Adriano (nosso fotógrafo) e mais um bando de malucos, todos aguardando alcançarmos 12 mil pés de altitude, (pouco mais de 3.600 metros), para abrir a porta do avião. Ai sim o frio na barriga aumenta, depois do último ajuste nos cintos que me prendem ao Marcos (nunca fui tão encoxado), seguimos para a porta do avião e com o coração na boca mergulhei no infinito.
Sinto muito, mas a sensação é indescritível. Por 40 segundos caindo a 200 km/h a queda livre é simplesmente alucinante, sem comparação com nada, e ainda da tempo de ficar brincando com o nosso fotógrafo.
Quando o paraquedas é lançado o tranco é forte, parece que você esta subindo novamente, mas depois é muito suave e dá tempo até pra brincar um pouco, fazer umas curvas de um lado pro outro, bater um papinho e de repente você já está no chão.
Ah que pena, já acabou!
Dá vontade de subir de novo.
Essa é uma experiência que quem puder e tiver um pouco de coragem deve ter, pelo menos uma vez na vida. Nunca mais vai esquecer, é muito bom mesmo, e super seguro.

Depois de dois dias de muita adrenalina, diversas sensações, muito frio na barriga e de mais de 840 kms rodados, uma das melhores coisas dessa aventura foi ter o prazer de conviver com algumas pessoas muito especiais, que valem ser lembradas pelo espírito aventureiro e ao mesmo tempo conscientes da responsabilidade profissional que cada um tem ao nos proporcionar um pouco de toda essa miscelânea de emoções.

Obrigado Feodor e toda a equipe de resgate do lindíssimo balão azul.

Obrigado Cláudio e equipe do voo a vela pela simpatia e o prazer de voar.

Obrigado Didi pelo voo de Asa Delta e por achar eu pesado demais.

Obrigado Marcão, Eliseu e Adriano pelo salto, foi duca...

* Fotos aéreas e vìdeo:
Adriano Assunção

Click e assista o vídeo
 

 

   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
 
  Viagem realizada:  21/03/2010
  Quilometros Rodados  125KM
  Horários  Chegada: 12h  Partida: 15h30
  Despesa Combustível  R$ 40,00
  Despesa Alimentos  0
  Salto Duplo de Paraquedas

 R$ 270,00 sem filmagem
 R$ 370,00 com filmagem
 Contato: 11 5897-9764
 http://www.escolapaulistadeparaquedismo.com/

  Classificação do Passeio  Radical
 
 
 
clique aqui para voltar ao índice